PAE - UM RECANTO DE PAZ

UM REDUTO DE PAZ DE "MARIA DOLORES"

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Parábola da Dracma Perdida (Lucas, 15:08-10)

Arnaldo Rocha

Mas qual é a mulher
Que dez dracmas tenha
E que, perdendo uma,
Em achá-la não se empenha?

Que não acenda a candeia
E não varra bem o chão,
E não a busque pela casa
Até que a encontre, então?

E que, depois de achá-la,
Ela não possa convidar
As amigas e as vizinhas
Para, enfim, lhes falar:

- Congratulai-vos comigo,
Pois que demais procurei
A minha dracma perdida
Que, agora, encontrei.

Digo-vos que nos céus
Mais alegria haverá
Quando um pecador
Conseguir se salvar.