PAE - UM RECANTO DE PAZ

UM REDUTO DE PAZ DE "MARIA DOLORES"

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Parábola Acerca da Previdência (Lucas, 14:28-35)

           Arnaldo Rocha 



Qual dentre os senhores
Que não tome precauções,
Que, querendo edificar
Analisando sem parar
Uma torre em suas terras,
Se, com dez mil homens,
Não se põe a planejar,
Vinte mil possa enfrentar?


A fazer todas as contas
Ou de outra maneira:
De quanto se vai gastar,
Enquanto a guerra não se faz,
Para saber se há condição
Enviando sua embaixada
Dessa torre edificar?
Peça-lhe tratados de paz?


Pois com isso se evita
E, assim, qualquer de vós
Ficar em exposição
Que não queira renunciar
Por só ter feito os alicerces
A tudo quanto possua
Dessa edificação;
Meu discípulo não será.


E, não a podendo terminar,
O sal é bom; contudo,
Todos os que a virem
Se sua força acabar,
Possam fazer zombaria
Com que outra coisa
E dele, então, sorrirem,
Se haja de temperar?


Comentando desse jeito:
Ficará sem serventia
- Este homem começou
E para a terra, inutilizado;
A construir uma torre,
Nem ao monturo servirá,
Mas não conseguiu e parou.
E fora será lançado.


Ou qual seria o rei que,
Esses ensinamentos
Estando para sair
Jesus deixou para o porvir:
Em campanha contra outro,
“Ouça aqueles que têm
Não se prepararia antes de ir?
Ouvidos prontos a ouvir”.